domingo, 11 de janeiro de 2009

Longe de Mim

Quanto sentimento pode caber num coração?
Quanto de amor,
Quanto de dor,
Haverá de caber?

Ah o amor!
Que chega sorrateiro,
Sem que se perceba
E ocupa os espaços vazios.

Nos traz o frescor
Das manhãs e dos dias
Repletos de alegria,
De sol e calor.

Ah quanta dor,
Ficou em meu peito
Com a solidão;
Por uma paixão.

Deixou a tristeza,
Que no escuro da noite,
Insite em levar
Para longe de mim.
O que o dia me trouxe.